Qual a diferença entre gripe e resfriado?

Atualizado: 28 de mai. de 2020

As infecções virais das vias aéreas superiores (IVAS) são muito comuns na população.

Pessoas adultas sem problemas de saúde podem desenvolver de 2 a 5 episódios por ano, enquanto as crianças em idade escolar podem ter de 7 a 10 episódios nesse mesmo período.

Mais de 200 sorotipos diferentes de vírus são responsáveis pelo resfriado, sendo os mais comuns o rinovírus, coronavírus, vírus sincicial respiratório. A gripe, no entanto, é causada somente pelos vírus infuenza. Os sintomas do resfriado geralmente são mais leves, com  espirros, calafrios, dor de garganta, dor de cabeça leve, coriza, obstrução nasal, tosse e mal-estar leve. Os sintomas podem piorar em 2 a 3 dias após o início do quadro, que costuma ter uma duração média de 7 a 10 dias. Alguns sintomas, no entanto, podem persistir por mais de 3 semanas, em especial a tosse.

Já na gripe o início dos sintomas geralmente é súbito e o quadro é mais intenso do que no resfriado, com febre alta, dor de cabeça mais intensa, tosse, dor de garganta, mialgia (dor no corpo), obstrução nasal, cansaço, fraqueza e falta de apetite. Diferentemente do que muitos acreditam, a alteração de cor da secreção não é um sinal específico de infecção bacteriana e não necessariamente precisa de antibiótico.  Porém os vírus podem facilitar o crescimento de bactérias presentes na rinofaringe,  favorecendo uma infecção secundária e a gripe ou resfriado pode evoluir para sinusite, otite, faringite, amigdalite, laringite e pneumonia. O tratamento tanto da gripe quanto do resfriado é sintomático, ou seja, são feitas medicações para alívio dos sintomas. No quadro de gripe pode ser utilizado medicamentos antivirais, a depender do quadro clínico do paciente. A prevenção é feita com medidas gerais de higiene e vacinação anti-influenza anual. Dentre as medidas de prevenção lavar sempre as mãos com água e sabão (não adianta lavar só com água), principalmente antes de comer e após usar o banheiro e antes de tocar os olhos, boca ou nariz. Saiba como lavar as mãos da maneira correta em outro artigo aqui do blog, nesse link: Como lavar as mãos da maneira correta . Não podendo lavar as mãos, utilize álcool gel para limpá-las.


Além disso, evite aglomerações e ambientes fechados principalmente no período de maior transmissão do vírus (outono/inverno);


Mantenha os ambientes arejados e com luz solar;


Tenha hábitos saudáveis - alimentação balanceada, constante ingestão de líquidos e faça atividade física, hábitos que auxiliam na melhora da imunidade.

Para quem está resfriado ou gripado evitar o contágio de outras pessoas, além das medidas acima deve não espirrar e nem tossir sem proteger a boca com o braço ou lenço descartável - não coloque as mãos na boca e nariz para não contaminá-las e passar o vírus para outras superfícies. Caso utilize a mão, lave-a imediatamente após tossir ou espirrar. A vacinação para a gripe deve ser feita anualmente, no outono, para prevenir a doença nos meses de outono e inverno, quando a gripe é mais comum devido a maior circulação viral. A vacina não causa gripe nem resfriado, pois ela é feita com o vírus morto. O que podem ocorrer são reações locais ou sistêmicas, como cansaço, dor no corpo e dor no local da aplicação.


Não existe vacina para os vírus que causam resfriado, pois são muitos tipos e eles sofrem mutação constantemente.


Dra Barbara Sisnando- Otorrinolaringologista

Atendimento em consultório nos bairros Botafogo e Tijuca, Rio de Janeiro

Consulta particular e convênios

Convênios:

Allianz

Amil

Assefaz

BNDES

Banco Central

Bradesco

Cac

Camarj

Camperj

Cassi

CVRD

Dix

Embratel

Engepron

FioPrev

Funcef

Gama

Golden Cross

Ipalerj

Medial

Mediservice

Mútua

Nuclep

Omint

Petrobras Petróleo

Porto Seguro

Postal Saúde

Real Grandeza

Silvestre Saúde

Sulamérica

Unafisco

8 visualizações0 comentário